Home

 

Depoimento:

 

No ano de 1972, com toda a impetuosidade do jovem e Ariano que sou fui tentar prestar seleção no Senac da Tiradentes, que até então era a referência do curso de modelos na Época.

Rosinha era a mentora de tudo.

Ela me disse bem entonado que nunca eu seria modelo.

Claro fiquei frustrado, com ódio por ser recusado. Sabia que era super concorrido e que só  os (as) com aptidão adequadas seguiriam a carreira.

Mas, Antes de sair deixei claro para a Sra. Rosinha. “Serei o melhor mestre de modelos do país”.

E assim se fez!

Na aba timeline tem um pouco da minha história, nada comparado à cada momento vivenciado durante os meus 40 anos de carreira.

Não vou encher essa página de mentiras de que sou isso ou aquilo, que sou melhor que todos, simplesmente pelo motivo que cada um tem o seu trabalho e todos seguem sua filosofia, e no que, e quem acreditam, e se aliam.

Só deixo uma dica indispensável para todos: Não passem pela vida sem entender os motivos e a missão de cada ser na terra. Aprendam a ler todo o texto de todos os sites, livros, revistas, jornais, etc. Que lhes forem apresentados.

A vida é mágica e linda para ser desperdiçada com pequenas coisas.

O luxo não é efémero enquanto dura.

As pequenas coisas as vezes valem mais que a joia mais cara do planeta.

Façam tudo o que lhe for de direito, e nada e nem ninguém passa pela sua vida sem sentido. Todos lhe trarão uma informação, mesmo que por mais negativa que ela seja. Guarde-a numa gaveta para dar espaço para as novas e positivas que chegarão. Quando da sua maturidade na carreira e vida, ou no momento certo, abra as gavetas, respire fundo e extermine os monstros criados por você mesmo. Sim, somos nós que criamos os monstros. Ninguém é capaz de te derrubar, a não ser você mesmo. Eles tentam, influenciando os outros, plantando a semente do medo e ódio dentro de você. Por isso disse – guarde-as na gaveta, e só no momento certo, pleno e equilibrado (a) você terá o poder de transcender e transmutar.

Namaste!

Ciro Álvaro de Faria\2108.